Quinta-feira, 2 de Novembro de 2006

" OS CAMINHOS DA VIDA OU O DESTINO "

Os caminhos da vida são tão cruzados
Que por onde quer que andamos
Pelo norte, pelo sul, por todos os lados,
A mesma encruzilhada encontramos.
 
É o destino! – Dizem por aí.
Mas será que ele está escrito
 Desde o dia em que o sol sorri
Ao choro suave do recém-nascido?
 
Não acredito! Algo mais deve haver.
Algo que cresce enquanto crescemos,
Algo que existe em nós até morrermos.
 
Se é o destino o que vivemos
Nesta vida que temos de viver,
Porque não morremos quando nascemos?
 (E.C.)
 ( este poema foi escrito há uns bons anos, 10, 11, não me lembro. Que "poeta" tão desorganizada!
Lido hoje, resolvi publicá-lo, pois ele põe uma questão filosófica que se coloca aos homens desde sempre. Vivemos o que queremos, ou o que nos é imposto? Somos senhores das nossas próprias acções ou existe  algo superior que as superientende?
Os Fados, entidades mitológicas da Grécia antiga, marcavam o caminho dos homens nesta passagem entre a vida e a morte. Então os homens não são dotados de razão e responsáveis pelos caminhos que escolhem? Para mim a vida é uma sucessão de causas-efeitos que dependem, unica e exclusivamente, de nós, pois somos feitos de matéria e razão. Onde cabe o destino ? Em que parte de nós ele está alojado? Não queiramos deitar as culpas dos nossos actos sobre algo tão desconhecido como o destino pois ,se repararem ,geralmente invocamo-lo quando a vida vai mal. Ninguém diz " foi o destino dele ser feliz, rico, saudável,etc...", mas é comum dizer-se" coitado, foi o destino tal fatalidade, foi o destino não ser feliz, nem rico, nem saudável, nem etc. e tal...".
Ai destino! Ai destino! Que triste destino o teu.
A Granny
a granny hoje sente-se: ultimamente filosófica
música: " Sonetos " - Patxi Andion
os tags da granny:
publicado por GRANNY Ditte às 05:24
link do post | comente | favorito
|
7 comentários:
De gegecas a 2 de Novembro de 2006 às 18:08
Adorei. Por favor continua.
Um beijo
De Ditte a 3 de Novembro de 2006 às 02:46
Obrigado, tenciono continuar.
Os teus comentários dão-me força para o fazer.
Bem hajas por existires.
Bjs da
Granny
De Jackx a 3 de Novembro de 2006 às 09:17

olá

gostei do soneto. aparentemente simples mas com muito conteúdo nas entrelinhas. :)

bjs
De Ditte a 4 de Novembro de 2006 às 01:45
Obrigado pela visita.
Um poema só tem valor se dizer mais que as palavras que lá estão(claro é a minha opinião).
Por meio da poesia pode-se dizer tudo, explicita ou implicitamente, mas se deixarmos um pouco de reflexão sobre as palavras que se escrevem, tanto melhor. Continuo a dizer que é a minha opinião.
Volta sempre ,prometo mais poemas ou conversas sobre temas , interessantes ou não, depende de quem os leia.
Felicidades e bjs da
Granny
De Jackx a 3 de Novembro de 2006 às 09:18
olá

gostei do soneto. aparentemente simples mas com muito conteúdo nas entrelinhas. :)

bjs
De Anónimo a 3 de Novembro de 2006 às 11:10
Há muito que não "navego" mas hoje, num breve regresso, não resisto a este teu tema tão do meu agrado: O fado, o destino... Eu direi que tudo tem uma causa e o que a cada momento vivemos decorre naturalmente da conjugação de múltiplas opções, nossas e alheias. Tal como Homem, também o "destino" se constrói de acordo com os moldes onde evolui. A transcendência somos nós próprios.
.............
Aqui fica a minha ideia, muito condensada é certo, mas esta foi simplesmente uma escapadela de um "desterro" auto imposto.
Um dia voltarei, não porque o "destino" o traçou mas porque é a minha vontade.
Até lá deixo-te os meus parabéns pela profundidade dos temas que nos propões. E uma bjoka também
De Ditte a 4 de Novembro de 2006 às 01:37
Obrigado pela escapadela desse teu "desterro" auto imposto que permitiu que desses uma profunda contribuição a este poema( ou tentativa de poema).
Tu és o exemplo vivo de que o destino é feito por nós, e portanto a sua fatalidade é apenas uma utopia. Nós escolhemos os caminhos quando estamos na encruzilhada da vida, umas vezes são os certos, outras os errados, mas a escolha é nossa, nenhuma força desconhecida nos impeliu a fazê-lo. Só assim a vida tem sentido.
Espero o teu regresso do teu "desterro", e que seja em paz e fruto do teu desejo e querer.
Obrigado pelos parabéns, sabe bem ser-se elogiado, isto sem falsas modéstias. Os temas que proponho advem da minha vivencia, consciente e responsavel, de cada passo bom ou mau que tenha dado.
Volta sempre. É um prazer receber-te aqui. Felicidades
Bjs da
Granny

diga o que tem a dizer

.mais sobre a granny

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts da granny

. " AS MULHERES DE CERTA ID...

. " DIA DO ANIMAL "

. "A FELICIDADE EXIGE VALEN...

. RECOMEÇAR OU NÃO... EIS A...

. " AS MULHERES CELTAS - UM...

. " LIVE EARTH"- UM CONTRIB...

. " UM POEMA DE PAIXÃO...OU...

. " PALCO "

. " GENERATION GAP" ou "ENT...

. " Riam , Riam muito"

.baú da granny

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.os tags da granny

. todas as tags

.os favoritos da granny

. RECOMEÇAR OU NÃO... EIS A...

. " MULHERES GORDINHAS "

. "O QUE APRENDI "

. " O QUE SOU "

. "O DIA DAS CRIANÇAS DESAP...

. "VIOLENCIA CONTRA AS MULH...

.links

.as fotos da granny

blogs SAPO

.subscrever feeds