Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006

" UMA HISTÓRIA SOBRE O MEDO "

Numa terra ,em guerra, havia um rei que espantava todos.
Sempre que fazia prisioneiros, não os matava: levava-os para uma sala onde havia um grupo de archeiros de um lado e uma imensa porta de ferro do outro, sobre a qual se viam cravadas figuras de caveiras cobertas de sangue. Nesta sala ele mandava-os enfileirarem-se em círculo e então, dizia-lhes:
-”Vocês podem escolher entre morrerem trespassados pelas flechas dos meus archeiros ou passarem por aquela porta e eu trancá-los lá dentro.”
Todos escolhiam serem mortos pelos archeiros.
Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira ao rei dirigiu-se ao soberano:  
- “Sua Majestade, posso fazer-lhe uma pergunta?”
- “Diga, soldado.”
- “O que havia por detrás da assustadora porta?”
- “Vá e veja  por si mesmo.”
O soldado, então, abriu vagarosamente a porta e, à medida em que o fazia, raios de sol entravam e clareavam o ambiente...
 E, finalmente, ele descobriu, surpreso, que... a porta se abria sobre um caminho que conduzia à LIBERDADE !!!
O soldado, admirado, apenas olhou para o seu rei, que disse:
- Eu dava-lhes a escolher, mas preferiram morrer a arriscar-se a abrir esta porta. 
                                                          Um dia alguém teve que travar uma batalha contra o Medo. Então perguntou – lhe:
- “ Medo que posso fazer para te conquistar? Como vou lutar contra ti”.
 O Medo respirou fundo e disse:
 -“As minhas duas armas para te destruir são: apodero-me de ti e falo muito alto”.
 Ele voltou a perguntar:
-“Então que posso fazer para te derrotar?”.
 O medo respondeu:
- “ A única forma que tens para me derrotar é não fazeres o que te digo”.
                                                    
(retirado de um depoimento da actriz norte americana Kim Bassinger, vencedora de um Óscar com o filme “L.A. Confidential”, e que se tornou famosa com o escaldante filme “ Nove Semanas e Meia”, durante um documentário sobre a Sindroma de Pânico de que padece há vários anos.)
(“ A ÚNICA COISA DE QUE DEVEMOS TER MEDO É DO PRÓPRIO MEDO” – (Frase do Presidente Roosevelt)
 
-( creio ter concluido deste modo os artigos que escrevi sobre o sindrome do pânico, o  medo de ter medo, deixando a cada um a sua reflexão sobre estas histórias e depoimentos, visto que cada um sabe como pode e quer vencer os seus medos, fobias e pânicos. Aliás na vida o que é preciso é lutar com as armas que se tem contra o que impede a nosa caminhada. Quando  se encontra uma pedra uns dão-lhe um pontapé e afastam-na, embora fiquem com o pé magoado, outros , calmamente, param, seguram-na , colocam-na na beira do caminho e continuam,  outros , simplesmente saltam sobre ela e seguem, e ainda outros , mais descuidados, tropeçam nela, caiem, praguejam e levantam-se continuando a sua caminhada. O que é preciso é continuar...)- A Granny
a granny hoje sente-se: fearless (sem medo)
música: VALSAS DE STRAUSS
publicado por GRANNY Ditte às 14:02
link do post | comente | favorito
|
8 comentários:
De geegcas a 23 de Novembro de 2006 às 01:09
Não percebi ainda qd entram as muitas pobres palavras..............será que é apenas qd respondes?????????`É que eu achei este Rei um tirano.........escolher o descohecido??????????? não é isso que fazemos todos os dias?????????Entre um medo e outro....eu sinceramente prefiro enfrentar os meus medos.........pq os outros.........eles virão qd menos os esperamos.
Um beijo
De Ditte a 23 de Novembro de 2006 às 06:12
Desta vez, querida amiga, deixaste-me sem palavras para responder às tuas perguntas.
Esta história é apenas uma história, cujo autor desconheço. Mas concordo contigo quando dizes que o que fazemos todos os dias é enfrentar os nossos obstáculos, aliás refiro-o no fim do artigo.
Entre o escrever algo mais pessoal e intimo preferi ,para conclusão do tema "O Medo de ter Medo", estes depoimentos e esta história.Talvez fosse uma má escolha, mas foi a minha e a vida é feita disso mesmo: boas e más escolhas.
Agradeço o teu comentário e aqui te espero sempre que quiseres honrar-me com a tua experiente perspicácia...é um prazer receber-te neste cantinho.
Bjs da
Granny
De gegecas a 24 de Novembro de 2006 às 00:21
Talvez não fosse tão mau assim falar das nossas experiências.........pq estamos escondidas atrás de um nick........e falar apenas por falar.......mas com verdade..sem maneirismos.....direi uma troca de vida........a vida é rica em tudo.......no bom e no mau.......e eu tal como tu...avó que sou.....sei que não podemos nem viver nem controlar a nossa vida............nem a dos nossos filhos. As avós tb têm vida própria..........vida amorosa ..vida real......com medos e com espernças .e ainda bem que assim é.....pq parar é morrer. Ainda hei-de perguntar a um psicólogo pq escrevo com reticências.
Beijos
De Ditte a 24 de Novembro de 2006 às 02:21
Talvez um dia fale do meu Medo de ter Medo, mas estou tão farta de descrédito quando falo disso que preferi subjectivar o assunto. Não sei se as más- caras que usamos nos escondem assim tanto, acho que não. Aliás sempre me mostrei como sou e nunca omiti quem sou. Os meus netos conhecem bem o meu problema, aliás mais velha com 10 anos até sabe como agir nas crises. Tem sido uma companheira e tem-me ajudado muito, pois por ela consegui agarrar esse medo implacável e quase lhe torci o pescoço, mas o desgraçado é resistente.
Bem acabei por colocar o problema na 1ª pessoa, um passo em frente devido à tua persuasão. Bem hajas.
Obrigado e crê que um dia tal vez volte ao assunto.
Bjs e felicidades da
Granny
De gegecas a 26 de Novembro de 2006 às 20:37
Eu sei o que é ter medo de ter medo.........felizmente nunca tive uma crise grave de pânico....e como já disse, só quem nunca teve ou nunca assistiu a uma crise é que olha com desdêm e descrédito..........,mas uma coisa aprendi.......quem mais olha assim ou mais crítica é quem mais têm que se lhe diga. Escondem as suas fraquezas "gozando" e desprezando os outros pq não têm coragem de se encararem.

Por isso tenta fazer o que eu faço.........tento não ter medo de Ter Medo.
Beojos
De Ditte a 29 de Novembro de 2006 às 01:57
...e é o que faço todos os dias, querida amiga, mas o maléfico medo é persistente.
Esvrevi um livro sobre este tema, é uma obra de ficção, nada de biográfico, mas ainda não foi publicado, pois no nosso país a edição e publicação de livros é só para uma elite , de preferencia com um bom fundo de maneio, e com um leque ,mais ou menos amplo, de conhecimentos.
Talvez um dia tenha sorte, quem sabe?
Entretanto vai-se vivendo o melhor que se pode com medo , mas com coragem suficiente para não me deixar subjugar a esse tirano.
Felicidades e aparece sempre, é muito bom, óptimo mesmo , falar contigo.
Bjs
Granny
De Vinicius a 9 de Abril de 2008 às 17:53
A Historia E Besta
Por Que Nunca Vi
Niguem Falar Com
O Medo
De iohana a 8 de Abril de 2012 às 18:01
Essas histórias são de dar medo huuuuuuuuuuuuuu

diga o que tem a dizer

.mais sobre a granny

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts da granny

. " AS MULHERES DE CERTA ID...

. " DIA DO ANIMAL "

. "A FELICIDADE EXIGE VALEN...

. RECOMEÇAR OU NÃO... EIS A...

. " AS MULHERES CELTAS - UM...

. " LIVE EARTH"- UM CONTRIB...

. " UM POEMA DE PAIXÃO...OU...

. " PALCO "

. " GENERATION GAP" ou "ENT...

. " Riam , Riam muito"

.baú da granny

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.os tags da granny

. todas as tags

.os favoritos da granny

. RECOMEÇAR OU NÃO... EIS A...

. " MULHERES GORDINHAS "

. "O QUE APRENDI "

. " O QUE SOU "

. "O DIA DAS CRIANÇAS DESAP...

. "VIOLENCIA CONTRA AS MULH...

.links

.as fotos da granny

blogs SAPO

.subscrever feeds