Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007

" QUANDO UM AMOR ACABA "

QUANDO UM AMOR ACABA
 
Quis escrever um poema sobre o fim de um amor, mas nem rima, nem palavras, nada fazia sentido, nada podia ser cantado, a caneta ficou estática na mesa, a tecla nem se moveu, apenas pairou o silêncio e mais nada.
Quando um amor acaba não é assim, de repente. Pode acabar a relação, o contacto físico, os sentidos podem ficar tumultuados, e a vida parece perder todo o sentido. Chora-se. Ah! Sim! Chora-se muito. O frio é mais frio, o calor não aquece, no ar permanece um aroma íntimo, as paredes ficam mais altas e desnudas. Aquela pessoa já não está ali. Depois começa-se a perguntar porque tudo  teve de terminar. A ausência perturba o pensamento. Passa-se do remorso à raiva, em menos de um minuto, começa-se a apelar à memória que nos atraiçoa, tal como essa pessoa, trazendo-nos momentos idílicos para que o sofrimento seja maior, e os maus momentos onde estão guardados? Onde ficam aqueles momentos que nos levaram à separação? Com esforço, como se fizéssemos um exame, consegue-se trazer à toa uma discussão, um gesto brusco, o horror da traição descoberta, aquele dia, aquela semana, aquele momento em que foi preciso dizer: “Não! Basta!”
Mas não chega, o tempo passa e o amor persiste em continuar, já não há raiva, nem emoção, apenas uma ténue luzinha de esperança. Acalenta-se essa pequena chama, todos os esforços vão para que não se apague, e ela vai nos confortando, levando-nos ao reino da ilusão, deixando de fora a frustração. O amor outrora tão real torna-se numa imagem virtual, onde se espelha o rosto de alguém que não caiu na sombra do esquecimento, mas que há muito foi perdoado.
Parece quase uma doença, uma dependência, cujo tratamento é repudiado em vez de seguido à risca para a cura total. 
Porém, um dia, sem mais, a realidade toca-nos no ombro e diz: “Acorda, não vale a pena!”
A luzinha ténue extingue-se, como se um sopro de vento a varresse de vez. O amor acabou. Morreu. Assistimos ao seu fim, sem uma lágrima, num misto de pena e de recordações desfocadas. Talvez seja por isso que o poema não sai, não há senão a palavra fim.
Quando o amor acaba, a liberdade começa.
Porque demorámos tanto tempo a deixá-lo morrer, se ele nos pedia o fim que lhe negávamos?
Quando o amor acaba, a vida começa … e quem sabe? …Outro amor virá.
Tal como dizia Vinicius de Morais: “O amor é eterno enquanto dura.”

A GRANNY

a granny hoje sente-se: a bela adormecida
música: " Have you ever really loved a woman?!"
publicado por GRANNY Ditte às 05:10
link do post | comente | favorito
|
18 comentários:
De Nan a 17 de Fevereiro de 2007 às 02:20
Mais vale não começar. Depois só nos espera o fim.

Disse tanta vez essa frase do Vinicius...até ver que raramente é bom enquanto dura. Melhor ficar a pairar como sonho...

Beijos

________________________________________

(Já te respondi áquilo do meu blog. Já desactivei a impossibilidade dos anónimos comentarem, portanto já podes comentar. Desculpa lá, nem me lembrei que tu, sendo do sapo, não podias comentar. Continuo a visioná-los antes de os publicar, pelos motivos que te expliquei. Fazer o quê?, não é?)
De Ditte a 21 de Fevereiro de 2007 às 18:09
Vale sempre a pena começar, mesmo que o fim já esteja anunciado.
Que é a vida sem amor?
Obrigado pela tua visitinha sempre tão apreciada por esta velha amiga que te deseja mil felicidades
Granny
De gegecas a 19 de Fevereiro de 2007 às 16:24
São lindas as tuas palavras.......e não concordo nada com o comentário anterior. Não que seja versada em terminar amores.......afinal o meu dura há 34 anos, mas por vezes precisamos de ouvir quem está de fora.
Um dia destes morreu o pai de uma amiga minha e quando estávamos a falar na mãe dela , a minha amiga disse: " o casamento dos meus pais foi um casamento em que ambos foram poucos felizes, com momentos felizes, ao contrário do teu que é feliz com picos de infelicidade." Foi quando me apercebi que o que ela estava a dizer é verdadeiro.
Quando acaba o amor, algo fica, nem que seja a vontade de amar outra vez e talvez seja agora que dure.
Nada na vida é eterno, e se nós temos capacidade para enfrentar o vazio depois da morte de alguém que muito amámos, também temos para recomeçar........as vezes que forem precisas.
Tudo morre , para recomeçar de novo.
Peço desculpa por estar sempre divagando, mas é o que me acontece qd te leio, o que faço sempre com prazer.
Já estou com saudades de trocar galhardetes .
Beijos
De Ditte a 28 de Fevereiro de 2007 às 06:09
34 anos ? é obra querida amiga e só tenho a desejar-te que tu e o teu marido completem mais 34 anos de amor.
Desculpa só agora responder mas tenho andado afastada um pouco do blog, mas prometo voltar. Nem sempre , ou melhor, quase sempre a vida não é como gostariamos.
Bjs e felicidades desta tua amiga que tambe´m gosta muito de dois dedos de boa conversa.
Granny
De Mikas a 21 de Fevereiro de 2007 às 17:58
E como ele tinha razão né??
De Ditte a 28 de Fevereiro de 2007 às 06:12
...sim, ele tinha razão, julgo que te referes ao Vinicius de Morais.
A eternidade do amor é isso mesmo, e nunca li frase mais bela e verdadeira como esta.
Aparece sempre. Bjs da
Granny
De Juliana a 25 de Março de 2007 às 02:12
Sinto exatamente isso, meu amor está acabando. e a tentaiva de reanimar a chama..... Mas acho q isso faz parte.
é difícil, mas aida existem as lágrimas, então ainda tem alguma coisa né.
De Ditte a 25 de Março de 2007 às 09:43
... um amor não acaba num estalar de dedos, como num passo de mágica, mas querida amiga, se achas que o teu amor está a acabar deixa-o terminar, ao seu ritmo, e no seu tempo, e tem coragem de chorares e acreditares que quando um amor acaba outro pode estar a nascer, mas se isso não acontecer não vale a pena reacender cinzas ...porque cinzas são cinzas.
Obrigado pela tua visitinha ao meu blog e aparece sempre. Felicidades e ânimo.
A Granny
De lila a 7 de Outubro de 2007 às 05:25
esse texto é muito real! Parabens
De MICHELL a 30 de Abril de 2008 às 19:03
Acho q vale apena reanimar algo q foi tão bonito para vc, lute pelo q ama e terá tudo q deseja!!!
Eu amo minha linda e sei q o nosso amor está passando por momentos difíceis mais eu vou lutar por ela sempre!!!
Eu ha amo muito!!!
De andrea a 15 de Agosto de 2008 às 14:36
Dói muito quando um amor acaba....tudo o que se sente colocaste-o aí pelas tuas palavras.... Só espero ultrapassar esta fase o mais rapidamente possivel ...é que a realidade já me tocou no ombro e me disse, não vale a pena....o problema é mesmo o meu coração...deve ter falta de ouvido, o estúpido....ainda não ouviu a realidade e a aceitou beijo
De Mara a 20 de Setembro de 2008 às 00:58
Tenho certeza que antes do amor acabar, fica doente. Muito enfermo e, dependendo do tratamento até melhora por um tempo. Mas na maioria das vezes, ele não é bem tratado e, como uma gripe mal curada, se transforma em pneumonia. Então um dia constatamos que realmente ele morreu. É assim que começa: Uma desiluzão aqui, outra ali, uma decepção, mentiras, indiferenças, incompatibilidades, falta de respeito. A gente vai juntando tudo isso e, quando a sacola enche, descobrimos que não dá mais. MAS NAÕ PERCAMOS A ESPERANÇA E CAPACIDADE DE AMAR DE NOVO pq isso é que nos faz desejar q a vida se renove todos os dias. Recomeçar é também uma arte de amar!!!!!
De Ditte a 21 de Setembro de 2008 às 13:52
Perfeitamente de acordo querida amiga. Recomeçar é um acto de amor, quanto mais não seja por nós-próprios, pois como se diz:" Se eu não gostar de mim, quem gostará?"
Obrigado pelo teu belo comentáario e volta sempre.
Felicidades
A Granny
De daniele a 17 de Março de 2009 às 23:53
estou me perguntando se existe esse amor lindo, dos filmes?
acho q não,
De Anónimo a 20 de Março de 2009 às 19:03
eu amei ....
De xana a 2 de Maio de 2009 às 17:48
as palavras esctitas em sima transmitem exatamente o k sinto so k ainda n xegei a faze em k “Acorda, não vale a pena!” pk eu ainda tenho esperança mas n sei se devo lutar por uma koisa k esta acabada n kero passar por ixto + uma vez !!!
o k k eu faço?
Kuando e k ixo acaba?!!!

diga o que tem a dizer

.mais sobre a granny

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts da granny

. " AS MULHERES DE CERTA ID...

. " DIA DO ANIMAL "

. "A FELICIDADE EXIGE VALEN...

. RECOMEÇAR OU NÃO... EIS A...

. " AS MULHERES CELTAS - UM...

. " LIVE EARTH"- UM CONTRIB...

. " UM POEMA DE PAIXÃO...OU...

. " PALCO "

. " GENERATION GAP" ou "ENT...

. " Riam , Riam muito"

.baú da granny

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.os tags da granny

. todas as tags

.os favoritos da granny

. RECOMEÇAR OU NÃO... EIS A...

. " MULHERES GORDINHAS "

. "O QUE APRENDI "

. " O QUE SOU "

. "O DIA DAS CRIANÇAS DESAP...

. "VIOLENCIA CONTRA AS MULH...

.links

.as fotos da granny

blogs SAPO

.subscrever feeds